Universo do Cuidado

25. agosto 2020

Conheça os benefícios do movimento “slow parenting”

Conheça os benefícios do movimento “slow parenting”

Incluir pequenas tarefas no dia a dia da criança é uma forma saudável de desenvolver responsabilidades desde cedo. Mas você já notou como muitas vezes a rotina da criança pode se assemelhar à de um adulto em termos de volume de afazeres? Aula de reforço, natação, informática, inglês…

Propondo uma abordagem diferente, o movimento slow parenting defende que as crianças estejam livres de preocupações e pressões, estimulando os adultos a irem com calma na educação dos pequenos, sem pular etapas mas também sem acelerar processos.

O que é “slow parenting”?

Slow parenting pode ser livremente traduzido como “pais sem pressa” e o movimento entende que as crianças necessitam de mais momentos livres para brincar e menos compromissos. O objetivo é combater o excesso de tarefas importantes na rotina infantil e estimular que as crianças explorem o ambiente à maneira delas, descansem ou possam simplesmente fazer nada.

É compreensível a intenção positiva dos pais em querer preparar os filhos para o futuro através de atividades extracurriculares. Porém, apesar das tarefas ajudarem a desenvolver novas habilidades e competências, é importante que as crianças tenham tempo para fazer coisas que realmente gostem e não somente o que os pais determinam.

slow parenting - SEPAC

A importância das brincadeiras

Brincar ensina noções de espaço, profundidade, cores, números e formas. Além disso, a ludicidade permite que os pequenos aprendam na prática a colaborar, respeitar as regras e acreditar no próprio potencial para vencer os obstáculos. É por isso que o slow parenting valoriza o ato de brincar e seu papel na formação das crianças.

Princípios do “slow parenting”

  • Desligue os aparelhos eletrônicos durante, pelo menos, uma hora por dia.
  • Aprenda a observar o seu filho e as outras crianças com atenção. Isso ajuda a entender que há diferenças nas fases do desenvolvimento das várias idades.
  • Procure valorizar seu próprio papel como educador.
  • O trabalho da criança é brincar.
  • É importante saber dizer “não” e definir limites.
  • Menos é mais: a criatividade nasce, muitas vezes, do tédio.
  • Aprenda a cultivar os momentos tranquilos do dia e encontre tempo para esvaziar a mente, abraçando a gratidão e a admiração.

É possível aprender sem tantos compromissos e atividades, dando tempo ao tempo e permitindo que a criança viva a infância na essência. Para isso, cada família pode encontrar o modelo mais adequado às suas necessidades e rotina.

Leia também: Dicas para uma boa convivência entre gestantes e animais de estimação

A BabyBoo é uma linha de fraldas infantis da SEPAC, que procura levar mais conforto e segurança para seu bebê, todos os dias e em todas as fases.

Acesse nosso site: www.linhababyboo.com.br

Deixar um comentário