Universo do Cuidado

31. agosto 2021

O que é um armário-cápsula?

O que é um armário-cápsula?

A funcionalidade de um guarda-roupa está mais relacionada com a boa combinação entre as peças do que com uma grande quantidade de itens. Mesmo com poucas roupas é possível elaborar muitos visuais diferentes, que conversem entre si. Confira o que é um armário-cápsula e como montar o seu.

O conceito de armário-cápsula consiste na escolha de peças essenciais e versáteis, que se combinem, para que você possa usá-las de diversas formas. Por mais que tenha ganhado força recentemente, o conceito surgiu na década de 1970, com a estilista inglesa Susie Faux. Ela acreditava que o guarda-roupa precisa de poucas peças atemporais que transpareçam confiança em todos os momentos.

A ideia de reduzir a quantidade de peças no armário também está ligada a um consumo mais consciente e ao minimalismo, pois incentiva diminuir a compra de roupas a cada nova estação e doar itens para quem pode fazer um melhor uso.

De modo geral, os adeptos dessa técnica definem uma quantidade de peças neutras e versáteis, que irão compor todo o guarda-roupa. É possível ter um armário-cápsula com 50, 30 ou até 15 peças, somando blusas, calças, vestidos e acessórios como bolsas e sapatos. Esse número depende da realidade e das necessidades de cada um e pode ser revisto quando necessário.

Como montar um armário-cápsula

Mulher organizando roupas em um armário-cápsula

Conheça o seu estilo

O primeiro passo que deve ser considerado ao formular um armário-cápsula é conhecer o seu estilo. Analise o tipo de combinações com as quais você se sente mais confortável ao selecionar as peças. Da mesma forma, defina um esquema de cores que agradem a você e harmonizem entre si. Tons neutros são geralmente a escolha principal ao selecionar as peças básicas.

Separe as peças

Com essas informações em mente, reorganize seu guarda-roupas com as peças que deseja manter e confira se é possível variar as combinações entre elas. Essa escolha precisa levar em conta a sua realidade, com itens adequados para os espaços que você mais frequenta. Por exemplo, se você passa a maior parte do tempo no trabalho, o ideal é destinar mais combinações para esse ambiente, em vez de priorizar peças para a prática de atividades físicas.

De qualquer maneira, é sempre possível rever ou atualizar os itens como preferir, avaliando o que funciona para o cotidiano. Uma boa opção é doar para outras pessoas os itens que ficaram de fora da seleção. Essa é uma forma de ajudar alguém que fará um uso melhor das peças que estavam guardadas há mais tempo no guarda-roupa.

Leia também: Arara, closet e guarda-roupa: quando usar cada um

O Universo do Cuidado é um canal de informação da empresa SEPAC. Neste espaço, compartilhamos conteúdos sobre cotidiano, família, bem-estar e muito mais.

Acesse nosso site: www.universodocuidado.com.br/

Deixar um comentário